Carta à Mercedes.  

Posted by Henrique Barbosa in ,



Mercedes Herrera,


Há quanto tempo. Como está? A nave finalmente começou a voltar à Terra. Infelizmente o capitão ficou doente. Não acho que seja sério, mas parece que nossa chegada demorará mais um pouco. Sinceramente, esperava chegar em casa agora para te abraçar. Naquele dia em que zarpamos pude ver as luzes de Marselha da portinhola enquanto elas se afastavam. Todo dia eu penso naquela luz, na luz das pessoas que amo. Guiado por ela, nunca saio de meu caminho ou deixo de ser eu mesmo. Aquela luz que brilha tão forte no nosso futuro é a felicidade. Então por favor não se preocupe e espere por mim. Ao invés de abraçá-la agora, eu digo isso: Espere, e tenha esperança.


A minha amada Mercedes.



De coração,
seu Edmond Dantés. 

This entry was posted on quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012 at 17:30 and is filed under , . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

0 comentários

Postar um comentário